MISSÕES

Veja os piores países para os cristãos. Cristãos perseguidos, e se fosse você?

MISSÕES MISSÕES

E-BOOK - PR. MÁRCIO VALADÃO

Leia gratuitamente os livros do pastor Márcio Valadão. CLIQUE AQUI!

E-BOOK - PR. MÁRCIO VALADÃO E-BOOK - PR. MÁRCIO VALADÃO

PAPÉIS DE PAREDE

Baixe papéis de parede personalizados e deixe seu computador a sua cara. CLIQUE AQUI!

PAPÉIS DE PAREDE PAPÉIS DE PAREDE

FOTOS PROFÉTICAS

Uma galeria com fotos exclusicas, você tem que conferir. CLIQUE AQUI!

FOTOS PROFÉTICAS FOTOS PROFÉTICAS

TV GERAÇÃO PROFÉTICA

Os melhores vídeos você só encontra aqui. CLIQUE AQUI!

TV GERAÇÃO PROFÉTICA TV GERAÇÃO PROFÉTICA

A HISTÓRIA DE ESTER

Acompanhe aqui a minissérie de maior sucesso na tv brasileira. CLIQUE AQUI!

A HISTÓRIA DE ESTER A HISTÓRIA DE ESTER

CAMPANHA DA BANDEIRA

CLIQUE AQUI para saber mais

CAMPANHA DA BANDEIRA CAMPANHA DA BANDEIRA

ESPAÇO INFANTIL

Um mundo de emoções e aventura espera por você. CLIQUE AQUI!

ESPAÇO INFANTIL ESPAÇO INFANTIL

MINISTRAÇÕES BÍBLICAS

A cada semana DEUS tem uma mensagem exclusiva para VOCÊ. CLIQUE AQUI!

MINISTRAÇÕES BÍBLICAS MINISTRAÇÕES BÍBLICAS

SEÇÃO DOWNLOAD

Criado exclusivamente para você. CLIQUE AQUI e veja!

SEÇÃO DOWNLOAD SEÇÃO DOWNLOAD
-

quarta-feira, 7 de abril de 2010

ACUSAÇÃO CONTRA A IGREJA MUNDIAL

Igreja Mundial é acusada de propaganda eleitoral em MT

O Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE) entregou uma representação ao procurador eleitoral Thiago Lemos de Andrade, do Ministério Público Federal, denunciando que o Canal 8 (antiga TV Bandeirantes/Brasil Oeste), arrendada pela Igreja Mundial do Poder de Deus, oferece cura aos fiéis e, nos intervalos, pede voto a candidatos a deputado e a governador. A representação foi entregue ao MPF na semana passada.

“O Canal 8 – TV Brasil Oeste, que funciona em Cuiabá e tem toda a programação ‘vendida’ para uma seita evangélica (Igreja Mundial do Poder de Deus) possui débitos trabalhistas e fiscais, e está sendo usado por pastores que são candidatos a deputado e por pretenso candidato a governador”, diz um trecho da representação do MCCE.

O documento também relata que a Igreja oferece cura milagrosa. “(…) pratica curandeirismo em tempo integral, oferecendo todo tipo de cura milagrosa, bastando que o paciente (fiel) pague o montante devido aos pastores”.

Pacotão de denúncias
Além da denúncia contra a Igreja Mundial, a representação do MCCE contém um “pacotão” de denúncias com 10 tópicos de crimes eleitorais, principalmente visando inibir e penalizar a prática da propaganda extemporânea e o uso de recursos públicos por candidatos.

As denúncias vão desde canais de televisão que fazem propaganda política a pretensos candidatos, a falta de clareza na escolha dos juizes eleitorais do TRE-MT, das pesquisas eleitorais que favorecem pré-candidaturas e de adesivos de pré-candidatos em carros.

A extensão das denúncias é grande. O movimento solicitou ao Ministério Público averiguar as empreiteiras que fornecem serviços para prefeituras e Governo, que segundo MCCE são doadoras de recursos de candidatos. Uma delas, sem ter o nome revelado pelo Movimento, teria sido flagrada pela PF fraudando licitações.

Outras denúncias incluem também os gabinetes itinerantes, a violação da dignidade humana dos cabos eleitorais, as casas de apoio que tem o apoio de deputados estaduais, para onde vão pacientes do interior do estado para se tratar nos hospitais da capital.

Direito constitucional
O assessor de imprensa e obreiro da Igreja Mundial do Poder de Deus, Milton Rodrigues, disse que é direito constitucional a opção religiosa de cada cidadão. “Gostaríamos que o MCCE e o Ministério Público pudessem averiguar os fatos in loco e observar se existe mesmo charlatanismo ou aquilo que chamamos de fé”, disse Rodrigues.

Sobre utilizar o canal de televisão para divulgação de possíveis candidatos, Milton Rodrigues disse que os pastores trabalham pregando o evangelho e que eles têm se preocupado em seguir as leis eleitorais. A respeito de dívidas trabalhistas, Rodrigues revelou que que a Igreja paga o trabalho dos prestadores de serviço e que tem um projeto para contratação de funcionários com carteira assinada.

“Se tivermos pastor pré-candidato a sociedade irá saber. Outras denominações religiosas apóiam um candidato e tem seu representante, ou na Assembléia Legislativa, no Senado ou Câmara Federal. Nós também temos direito de ter nosso representante”, disse o assessor de imprensa.

Fonte: Mídia News

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails

VÍDEO DA SEMANA