MISSÕES

Veja os piores países para os cristãos. Cristãos perseguidos, e se fosse você?

MISSÕES MISSÕES

E-BOOK - PR. MÁRCIO VALADÃO

Leia gratuitamente os livros do pastor Márcio Valadão. CLIQUE AQUI!

E-BOOK - PR. MÁRCIO VALADÃO E-BOOK - PR. MÁRCIO VALADÃO

PAPÉIS DE PAREDE

Baixe papéis de parede personalizados e deixe seu computador a sua cara. CLIQUE AQUI!

PAPÉIS DE PAREDE PAPÉIS DE PAREDE

FOTOS PROFÉTICAS

Uma galeria com fotos exclusicas, você tem que conferir. CLIQUE AQUI!

FOTOS PROFÉTICAS FOTOS PROFÉTICAS

TV GERAÇÃO PROFÉTICA

Os melhores vídeos você só encontra aqui. CLIQUE AQUI!

TV GERAÇÃO PROFÉTICA TV GERAÇÃO PROFÉTICA

A HISTÓRIA DE ESTER

Acompanhe aqui a minissérie de maior sucesso na tv brasileira. CLIQUE AQUI!

A HISTÓRIA DE ESTER A HISTÓRIA DE ESTER

CAMPANHA DA BANDEIRA

CLIQUE AQUI para saber mais

CAMPANHA DA BANDEIRA CAMPANHA DA BANDEIRA

ESPAÇO INFANTIL

Um mundo de emoções e aventura espera por você. CLIQUE AQUI!

ESPAÇO INFANTIL ESPAÇO INFANTIL

MINISTRAÇÕES BÍBLICAS

A cada semana DEUS tem uma mensagem exclusiva para VOCÊ. CLIQUE AQUI!

MINISTRAÇÕES BÍBLICAS MINISTRAÇÕES BÍBLICAS

SEÇÃO DOWNLOAD

Criado exclusivamente para você. CLIQUE AQUI e veja!

SEÇÃO DOWNLOAD SEÇÃO DOWNLOAD
-

terça-feira, 4 de maio de 2010

QUEIXAS DE POLUIÇÃO SONORA NAS IGREJAS

Templos religiosos lideraram o ranking de queixas de poluição sonora

Os templos religiosos de São Paulo lideraram o ranking de queixas de poluição sonora feitas no Ministério Público Estadual em 2009, com uma média de cinco representações por mês.


Desde a implementação das regras do Programa de Silêncio Urbano (Psiu), em 1994, foi a primeira vez que as reclamações referentes a bares e a casas noturnas foram superadas no MP.

São cerca de 22 mil templos na capital paulista, enquanto restaurantes, casas noturnas e similares somam 55 mil, segundo sindicatos do setor.

O Estado ouviu na semana passada moradores que apresentaram cinco representações nas Promotorias de Urbanismo e de Meio Ambiente contra o ruído de templos. Os vizinhos de igrejas dizem ter encontrado pouco amparo na fiscalização municipal. Como constatou a reportagem, templos que possuem alvará como local de reuniões ou eventos realizam até 12 cultos por semana, sem ser incomodados pelos agentes da Prefeitura.

É o caso da Igreja Mundial do Poder de Deus, na Rua Carneiro Leão, no Brás, região central, que funciona em um antigo galpão das Indústrias Matarazzo. O templo para 15 mil pessoas ficou interditado por 53 dias, entre dezembro e fevereiro, mas foi reaberto após alvará provisório da Secretaria Municipal de Habitação (Sehab), em 13 de fevereiro. No alvará consta a permissão para a realização de "eventos" duas vezes por semana.

Mas a igreja informa que os cultos são às segundas, terças, quintas e domingos, em três horários. Segundo a administração municipal, se "constatado desrespeito ao que determina o alvará, serão tomadas providências". O MP tem recorrido a uma resolução do Conselho Nacional de Meio Ambiente (Conama) de 1990 para pedir o fechamento das igrejas na capital. "Buscamos agir sob a lei federal e pedimos a fiscalização da Cetesb para medir o barulho", disse o promotor José Ismael Lutti.

Trânsito. "A reclamação não é da cerimônia religiosa, mas do barulho e do caos gerados pelo trânsito e pelo bolsão de ambulantes que se formam na porta do nosso condomínio às 7 horas da manhã de domingo", reclamava ontem Rosa Aparecida Fernandes, de 66 anos, moradora da Rua Carneiro Leão, em frente à Igreja Mundial. Na manhã de ontem, o público no templo era superior a 9 mil pessoas, com as ruas do bairro congestionadas.

A igreja está localizada na única área de zoneamento residencial do Brás. O MP já pediu que a Sehab reveja a decisão de liberar o templo. "Em janeiro de 2009, o prefeito Gilberto Kassab (DEM) já havia emitido parecer para fechar o templo. A Justiça também negou o pedido de liminar da igreja, mas a Sehab deu alvará", afirmou a promotora Mabel Tucunduva, da Promotoria de Urbanismo, que voltou a pedir o fechamento da igreja em ofício enviado à Sehab no dia 28.

"Preconceito". O vereador Carlos Apolinário (DEM), principal representante dos evangélicos na Câmara, vê preconceito nas ações dos promotores. "Respeito o MP, mas quem tem de administrar a cidade é o prefeito e a Câmara Municipal", reagiu.

O vereador José Olimpio (PP), missionário da Igreja Mundial e que estava ontem no culto, garantiu que a igreja tem alvará para realizar os cultos. "Já estamos dialogando com os vizinhos da Carneiro Leão. E nossa documentação está em dia."

Casamentos. No Jardim Lusitânia, ao lado do Parque do Ibirapuera, na zona sul, a reclamação é sobre o trânsito causado aos sábados à noite pelos casamentos da Igreja Santo Ivo, no Largo da Batalha. Responsável pela paróquia, frei Rildo Fonseca de Lima concorda que atrapalha. "Mas o movimento é pontual."

Segundo a Prefeitura, a igreja teve um pedido de anistia de alvará indeferido há dois meses. Agora há um pedido para obter licença como local de reunião.

Fonte: Estadão
Via: Gospel Jovens

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails

VÍDEO DA SEMANA